Ter   futuros   como   garantia   faz   sentido   para   as   empresas   que   operam   em   negociações   internacionais,   em   múltiplas   moedas.   Aqui,   é   possível   garantir   a   própria   moeda,   como por   exemplo   o   euro,   contra   outra   moeda,   a   um   custo   gerenciável   e   relativamente   baixo.   A   garantia,   em   si,   deve   ser   imaginada   como   um   congelamento   da   taxa   de   câmbio.   Em caso de dúvidas sobre esta forma de garantia, você pode receber informações gerais (não há instruções de instalação ou recomendações) pela nossa equipe de suporte. Outra   possibilidade,   limitada,   no   entanto,   somente   a   commodities,   é   a   garantia   de   bens   físicos.   Suponha   que   uma   empresa   compra   uma   mercadoria,   a   fim   de   processá-la   e vendê-la   mais   tarde   aos   clientes.   Esta   é   uma   possibilidade   muito   real   de   perda,   devido   a   movimentos   do   mercado   contra   a   posição   da   mercadoria   física.   Para   contrariar   esta perda, o empresário pode adquirir esta mercadoria, como uma venda a descoberto, na mesma medida de uma posição física e, assim, anular a probabilidade de perda. Isso resulta em um equilíbrio entre ganhos e perdas. A empresa só incorrem os custos da transação de futuros. Prós e contras de uma cobertura de futuros: Uma vantagem é que o operador recebe um preço fixo e, portanto, o produto é calculável. A desvantagem é que as oportunidades de lucro adicionais desaparecem, o que poderia resultar de um aumento geral da mercadoria física. Em   uma   cobertura   perfeita,   a   cobertura   do   lucro   compensa   exatamente   a   perda   da   posição   de   base.   No   entanto,   a   maioria   das   coberturas   não   são   perfeitos,   pois   os derivados   escolhidos   e   as   posições   nas   plataformas   de   negociação   apresentam   pequenas   diferenças   nos   movimentos   das   cotações,   ou   o   número   de   contratos   de   derivativos adquiridos não é idêntico às posições em aberto. Vejamos um exemplo prático: Suponha   que   um   comerciante   de   ouro   recebe   uma   remessa   de   5kg   de   ouro,   com   um   valor   total   de   170.000   euros,   e   gostaria   de   receber   tanto   o   valor   atual   do   ouro,   como também limitar a um mínimo, a perda de uma queda de preço. Neste caso, ele tem a opossibilidade de abrir uma Gold-Future short Position, no contravalor de 170.000 euros. Consequentemente, as taxas de ordem no valor de até 5 kg de ouro estão praticamente congeladas.
Futuros como uma garantia para a própria carteira
Vejamos, mais uma vez, o exemplo em números:
Ouro físico
 Gold-Future (short)
 Preço de compra (EUR)
 170.000
 170.000 (Contravalor)
Lucro ou prejuízo nas taxas de câmbio em aumentos ou quedas subjacentes 
 + 1 %
 171.700
 -   1.700
 + 5 %
 178.500
 -   8.500
 +10 %
 187.000
 - 17.000
 - 1 %
 168.300
 +  1.700
 - 5 %
 161.500
 +  8.500
 - 10 %
 153.000
 + 17.000
Nota: Neste exemplo, não foram consideradas as taxas de aquisição da Gold-Future Position. No entanto, os custos em relação à cobertura são classificados geralmente muito baixos.
english
deutsch
Endereço German Investors 500 GmbH Georg-Schumann-Str. 174 04159 Leipzig Alemanha
Contato Suporte por e-mail: support@gi500.de Números de assistência De segunda à sexta de 8:00h às 22:00h 0049 40 210915732 0049 40 210915733
english
deutsch
heavy-trader.com a part of the GI500 group
Suporte ao cliente de segunda à sexta, de 8:00h às 22:00h +49 (40) 21091 5732